Shopping Botucatu inaugurado em 29/5/2014.

FacebookLinkedIn

Foi inaugurado na última quinta-feira(29/5/2014), o Shopping Botucatu, na cidade de mesmo nome que fica a 235 km da capital São Paulo.

O primeiro Shopping Center de Botucatu está localizado na Av. Marginal (paralelo à Rod. Prof. João Hipólito Martins SP209, via de ligação entre a Rod. Castelo Branco e a Rod. Marechal Rondon), com fluxo diário no entorno do shopping de 22 mil veículos.

Primeiro Shopping da cidade de Botucatu inaugurado em 29/5/2014

Primeiro Shopping da cidade de Botucatu inaugurado em 29/5/2014

O Complexo multiuso prevê além do Shopping Center, Hotel e Torre de Escritórios, tornando-se um grande centro regional de lazer, serviços e de compras, com lojas, hipermercado, cinema 3D, academia, praça de eventos, dentre outras facilidades que tem como objetivo gerar um grande fluxo de pessoas no shopping.

Com 26.000m² de ABL, 157 lojas, sendo 12 âncoras e mega lojas e 5 salas de cinema, O Botucatu também vai atender aos municípios vizinhos de: Anhembi, Bofete, Pardinho, Itatinga, Avaré, Pratânia, São Manuel, Dois Córregos e Santa Maria da Serra.

Entre as 157 lojas estão: Burger King, O Boticário, Americanas, Mc Donalds, Morana, C&A, Melissa, Oticas Carol, Cacau Show, Flytur, Hering, Subway, World Tenis, Suco Bagaço, Polo Wear, Risotto Mix, Renner e Cineflix (cinema 3D).

O Shopping Botucatu possui piso único, com estacionamento para aproximadamente 1200 veículos e corredores largos que proporcionam mais conforto para os clientes.

Loja Polo Wear inaugurada em 29/5, no Shopping Botucatu.

Loja Polo Wear inaugurada em 29/5, no Shopping Botucatu.

Publicado em Publicações | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Comentários desativados em Shopping Botucatu inaugurado em 29/5/2014.

Refeições do Mc Donald’s que você provavelmente ainda não experimentou.

FacebookLinkedIn

Nos mais de 35 mil pontos de venda espalhados pelo mundo, localizados em mais de 100 países, o Mc Donald’s serve aproximadamente 70 milhões de refeições todos os dias, buscando seguir as diferentes tradições, culturas, religiões, crenças e leis dos países onde possui restaurantes. Recentemente abriu na Índia sua primeira loja Vegetariana veja aqui: http://blogfranquia.com.br/mcdonaldsvegetariano/

Veja também alguns produtos que não temos no Brasil e são vendidos pelo mundo.

Argentina – casquinha com sorvete de biscoito Oreo.

Canadá – batata frita com queijo e molho e sanduíche com lagosta.

Austrália –  Coca-Cola Frozen

China – torta de batata-doce roxa.

Chile – sorvete de melão.

Colômbia – mandioca frita.

Costa Rica – ovos, arroz, tortillas, bananas, creme e carne.

Dinamarca – bolinhas de queijo apimentadas.

Finlândia – cheeseburguer no pão de centeio

França – hambúrguer no pão bagel.

Alemanha – cerveja e hambúrguer com carne e molho curry.

Guadalupe – bolinho de avelã.

Guatemala – refeição com ovos, linguiça, feijões fritos, tortillas, salsa e bananas.

Hong Kong – sopa de macarrão com linguiça e ovo

Índia – sanduíche de frango com molho aromatizado de maçã e mel.

Indonésia – mingau de frango.

Israel – rolinhos de milho.

Itália – calzone recheado com muçarela e tomate

Japão – sanduíche de carne e abacate.

Coreia – chá verde com leite.

Malásia – mingau.

México – pão com feijões, queijo e salsa.

Holanda – anéis de cebola fritos.

Marrocos – bolinhas de queijo.

Noruega – donut de chocolate.

Paquistão – sanduíche de frango no pão sírio.

Arábia Saudita – sanduíche de frango.

Espanha – sopa de tomate.

Suíça – camarão empanado.

Taiwan – sopa de milho.

Tailândia – torta de abacaxi.

Turquia – pepinos, azeitonas, tomates, queijo, ovos e torradas.

Reino Unido –  sanduíche com carne e molho de churrasco.

Venezuela – pão de milho recheado com queijo.

Este nós temos aqui e ninguém mais tem.

Brasil – Não precisa explicar

Fonte: BuzzFeedVideo – Youtube

Publicado em Publicações | Com a tag , , , | Comentários desativados em Refeições do Mc Donald’s que você provavelmente ainda não experimentou.

GPA Malls lançará novo Shopping na Feira ABF Franchising 2014.

FacebookLinkedIn
Conviva Minas - Av. Cristiano Machado, 400, Belo Horizonte - MG

Conviva Minas – Av. Cristiano Machado, 400, Belo Horizonte – MG

O GPA Malls, unidade de negócios imobiliários do GPA (Grupo Pão de Açúcar), vai participar pela primeira vez da Feira da ABF 2014 (ABF Franchising Expo), onde vai lançar na seu terceiro Shopping Center, o Conviva Maracanã.

Localizado no bairro da Tijuca, na cidade do Rio de Janeiro, o  Conviva Maracanã deve ser inaugurado ainda em 2014, no final do ano. O empreendimento terá 13 mil de ABL (Área Bruta Locável), 50 lojas, que seguindo uma tendência de mercado, será o  resultado de uma revitalização e ampliação da galeria comercial do Extra Hipermercado já instalado no local.

Atualmente em operação, já existem o Conviva Américas, na Barra ta Tijuca, Rio de Janeiro – RJ com ABL de 12.540 m2, e o Conviva Minas em Belo Horizonte – MG com ABL de 12.200 m2.

Outros empreendimentos “ Conviva“ estão em fase de execução e devem ser concretizados nos próximos 12 meses: Barra II (Rio de Janeiro – RJ), Colinas (São José dos Campos -SP), Palmas (Palmas – TO), Mangabeiras (Maceió – AL) e Pilares (Pilares – RJ).

Todos os empreendimentos Conviva, são ancorados por um Super ou Hipermercado do GPA.

 

Publicado em Publicações | Com a tag , , , , , , , , , | Comentários desativados em GPA Malls lançará novo Shopping na Feira ABF Franchising 2014.

Quanto custa para ter uma franquia do seu time do coração?

FacebookLinkedIn
Loja GrêmioMania

Loja GrêmioMania

Com 20 unidades abertas no Rio Grande do Sul e uma em Chapecó SC, o Grêmio planeja abrir novos espaços em cidades como Porto Alegre, Gravataí, Canoas, Bento Gonçalves, Esteio, Alvorada e Caxias do Sul. A rede oferece três opções de negócio para o franqueado: Lojas em Shoppings, rua e quiosques.

O investimento mínimo é de R$ 100 mil para a montagem de um quiosque em Shopping Centers. A lucratividade média informada pela franqueadora é de 12% e o retorno do investimento estimado é de – a partir de –  18 meses.

A franqueadora oferece treinamento, consultoria de campo, treinamento em gestão do negócio, marketing direcionado, apoio na captação e negociação do ponto comercial e projeto arquitetônico.

Como comparativo, segue abaixo o investimento mínimo para se ter uma franquia de lojas de times de futebol:

(fonte abf.com.br)

Santos na Área = R$ 100.000,00
Poderoso Timão = R$ 90.000,00
Academia Store (Palmeiras) = R$ 200.000,00
São Paulo Mania = R$ 200.000,00

Publicado em Publicações | Comentários desativados em Quanto custa para ter uma franquia do seu time do coração?

Meltex Franchising está procurando franqueados para lojas do Palmeiras e do Santos

FacebookLinkedIn

Meltex Franchising faz evento para encontrar franqueados para lojas do Palmeiras e do Santos

Interessados poderão conhecer mais sobre espaços oficiais dos clubes paulistas

Meltex busca franqueados para Loja do Palmeiras.

Meltex busca franqueados para Loja do Palmeiras.

A Meltex Franchising, empresa que administra as lojas oficiais do Palmeiras e do Santos, fará, no próximo dia 24, um evento para encontrar novos franqueados para expandir as unidades. O público poderá conhecer um pouco mais sobre a Academia Store e a Santos na Área no encontro que acontecerá no Hotel Mercure Alamedas, em São Paulo.

Meltex busca franqueados para Loja do Santos.

Meltex busca franqueados para Loja do Santos.

No local, consultores explicarão sobre o investimento inicial, retorno, diferenciais e funcionamento das franquias. Os interessados na Santos na Área serão atendidos das 09h às 10h30. Já para a Academia Store, o horário será das 11h às 13h.

Segundo o gerente de expansão da Meltex Franchising, Diogo Barros, a iniciativa é uma forma de mostrar como funcionam as franquias aos interessados. “Será uma ótima oportunidade para conhecer o projeto de franquias do Santos e do Palmeiras para quem busca empreender. Com o encontro será possível tirar todas as dúvidas e entender melhor as operações”, afirmou.

Atualmente com 18 lojas, a Academia Store planeja encerrar 2014 com 40 unidades. A franquia oferece ao público um ambiente personalizado com mais de 500 itens oficiais. Entre as opções, encontram-se roupas femininas, masculinas, infantis, cama mesa e banho e diversos acessórios.

A Santos na Área conta com três unidades, sendo duas na baixada Santista, e uma na Rua Augusta, em São Paulo. Até o fim do ano, pretende abrir mais oito lojas em pontos como Campinas, São Paulo, Santos, Jundiaí e São José do Rio Preto. A loja do alvinegro praiano traz desde a linha de jogo, coleções exclusivas de roupas casuais até acessórios, compondo um completo mix de produtos licenciados.

Os interessados devem confirmar presença pelo telefone (11) 2202-9800 no ramal 9110 ou pelo e-mail  franquias@meltexfranchising.com.br.

Serviço

Local: Hotel Mercure Alamedas
Endereço: Rua Padre João Manuel, 202 – São Paulo

Publicado em Publicações | Com a tag , , , , , , , | Comentários desativados em Meltex Franchising está procurando franqueados para lojas do Palmeiras e do Santos

ABF Franchising Expo 2014 – Feira de Franquias

FacebookLinkedIn
23ª ABF Franchising Expo
Local: Expo Center Norte
Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme – São Paulo – SP
Horário: De 04 a 07 de junho das 13h às 21h (sábado, das 11h30 às 18h30)
Preço do Ingresso: R$ 60,00 – válido para todos os dias
ABF Franchising Expo 2014 no Expo Center Norte

ABF Franchising Expo 2014 no Expo Center Norte

Na semana que antecede o início da Copa do Mundo 2014, no Brasil, acontecerá em São Paulo a maior maior feira de franquias do mundo. A ABF Franchising Expo 2014, deverá movimentar mais de meio milhão de reais em negócios.

A 23ª edição da ABF Franchising contará com 480 expositores dos mais diversos segmentos, como: alimentação, cosméticos, ensino profissionalizante e idiomas, prestação de serviços, vestuário, decoração, esportes e lazer, acessórios, dentre outros. A exposição ocupará os Pavilhões Azul e Branco do Expo Center Norte, na cidade de São Paulo.

Entre as marcas expositoras, estão redes que operam em diversos setores da economia e também as que iniciaram recentemente no franchising brasileiro. Durante o evento, as franquias buscam franqueados que desejam investir em novos negócios em todos os Estados do Brasil.

Além da exposição das marcas, a feira proporciona aos interessados em ingressar no sistema de franquias, a participação em cursos que tem como objetivo orientar o investidor para a melhor tomada de decisão.

O evento contará também com expositores internacionais, que buscam parceiros e investidores para  expandir seus negócios no Brasil.

O credenciamento para visitantes já está aberto. Saiba mais em www.credenciamento.btsinforma.com.br.

Publicado em Publicações | Comentários desativados em ABF Franchising Expo 2014 – Feira de Franquias

Lucro do McDonalds cai no primeiro TRI de 2014

FacebookLinkedIn

O McDonald informou que seu lucro caiu no primeiro Tri de 2014 em relação ao mesmo período de 2013.

Apesar das vendas mundiais terem crescido 0,5% nas lojas comparáveis (lojas abertas a mais de 12 meses) nos Estados Unidos – que é o principal mercado da marca – as vendas caíram 1,7%, e o lucro líquido caiu de US $ 1,27 para US $ 1,2 bilhão. O MCD acredita que esta queda aconteceu devido ao rigoroso inverno que atingiu o país neste início de ano.

Na Europa, o McDonald obteve crescimento de vendas na ordem de  1,4%, na Ásia, África e Oriente Médio, cresceu 0,8%, mesmo com queda no número de clientes.

Outro ponto que vem afetando as vendas do gigante do fast-food e também de outros players do segmento é a mudança dos hábitos alimentares das pessoas, no mundo todo.

Para combater as quedas de vendas, algumas ações já foram tomadas pelo McDonalds, como a oferta de um cardápio com mais possibilidades de personalização, sem prejudicar a velocidade do atendimento. Para isso foram criadas novas mesas de preparação nas cozinhas das lojas nos EUA, disponibilizando mais molhos e outros ingredientes para os sanduíches.

Outro desafio da empresa neste mês de Abril é o  fato de que este será o primeiro mês completo em que o McDonalds compete com o Taco Bell também na oferta de café da manhã, que foi uma verdadeira afronta ao quase monopólio das vendas do período matutino em redes de fast-food.

Waffle taco, para o café da manhã no Taco Bell.

Waffle taco, para o café da manhã no Taco Bell.

 

 

 

 

 

 

 

 

 
O Taco Bell lançou seu café da manhã no mês de Março, mirando diretamente o concorrente McDonalds, uma vez que toda  campanha publicitária e até os produtos, foram criados para combater o dono de 25% das vendas de café da manhã em fast-foods nos Estados Unidos (fonte: Wall Street Journal).

Publicado em Publicações | Com a tag , , , , , , , , , , | Comentários desativados em Lucro do McDonalds cai no primeiro TRI de 2014

A regulamentação da comida de rua

FacebookLinkedIn

A lei da comida de rua de São Paulo está muito próxima de ir para a RUA (literalmente).

Comida de rua é regulamentada na cidade de São Paulo

Comida de rua é regulamentada na cidade de São Paulo

O prefeito da cidade de São Paulo se reuniu com representantes do segmento de alimentação, incluindo alguns sindicatos – no dia 16/4/2014 – para apresentar o texto da regulamentação e fazer os ajustes necessários para que a redação final seja concluída e publicada na próxima semana.

A Lei 15.947 de autoria do vereador Andrea Matarazzo foi sancionada em 26/12/2013, e tem como principal objetivo regulamentar o comércio de alimentos em locais públicos. Antes desta lei, somente vendedores de pastel e cachorro quente podiam praticar este tipo de comércio nas ruas e avenidas da cidade. Todos os outros tipos de comida: Hambúrgueres, Yakisoba, bolos e salgados comercializados nas ruas e arredores de faculdades e estádios de futebol, eram proibidos.

A cidade de São Paulo tem hoje mais de 100 mil ambulantes vendendo comida na rua de forma ilegal e com pouca (ou quase nenhuma) obediência aos padrões de higiene e manipulação de alimentos.

Com a nova lei, as subprefeituras serão responsáveis por conceder o Termo de Permissão de Uso aos interessados em vender alimentos nas ruas da Capital e também deverão fiscalizar o respeito às normas da vigilância sanitária.

Vamos aguardar para ver o resultado, esperando que esta regulamentação impulsione a alimentação fora do lar e ao mesmo tempo haja fiscalização adequada para garantir ao consumidor um produto de qualidade a preço justo.

 

 

Publicado em Publicações | Com a tag , , , , , , , , | Comentários desativados em A regulamentação da comida de rua

McDonald’s abre sua primeira loja vegetariana.

FacebookLinkedIn

A rede de fast-food McDonald’s inaugurou na semana passada sua primeira unidade 100% vegetariana. A loja foi aberta na cidade santa sikh de Amritsar, no nordeste da Índia.

Hamburguer de massa de batata temperada e frita - carro-chefe das vendas na Índia.             Hambúrguer de massa de batata temperada e frita – carro-chefe das vendas na Índia.

A rede de restaurantes fast-food, que ocupa o segundo lugar em tamanho, perdendo apenas para a Subway, é conhecida por adaptar deus cardápios de acordo com os gostos locais e como na Índia a carne de vaca é proibida aos hindus e a carne de porco ofende os princípios muçulmanos, o McDonald’s decidiu operar uma loja 100% vegetariana e está nos planos de expansão da rede, abrir uma segunda loja – com este conceito – em breve, na Caxemira indiana.

A decisão deabrir lojas 100% vegetarianas, está ligada a estratégia de ganhar participação no mercado indiano, onde o fast-food vem conquistando espaço significativo nos últimos anos.

Este tipo de cardápio não é novidade para o McDonald’s, que já possuía restaurantes na Índia, com metade dos produtos vegetarianos.

O sanduíche campeão de vendas na Índia é o McAloo Tikki (hamburguer de massa de batata temperada e frita). Entre os sanduíches de frango, o mais vendido é o Maharaja Mac.

Sanduíche de Frango muito vendido na Índia.

Sanduíche de Frango muito vendido na Índia.

 

fonte: Terra.com.br
Publicado em Publicações | Com a tag , , , , , , | Comentários desativados em McDonald’s abre sua primeira loja vegetariana.

Brasil se tornará o maior mercado de produtos para cabelo do mundo.

FacebookLinkedIn

xampu cabeloAs mulheres brasileiras são as que mais gastam com os cabelos, seja comprando um xampu ou indo ao cabeleireiro e pesquisas apontaram que para as mulheres cuidar dos cabelos é mais importante do que se vestir bem.

Nos últimos 10 anos, este segmento mais do que triplicou no Brasil, e somando os gastos anuais das brasileiras com xampus, condicionadores cremes e outros produtos para cabelo, o valor chega a R$ 18 bi. No Brasil temos mais de 300 mil salões de cabeleireiro que juntos faturam cerca de R$ 40 bi por ano.

Mais de 90% das casas no Brasil têm pelo menos xampu e condicionador, ante 54% na Inglaterra e 35% na França. E quem torra dinheiro de verdade com os cabelos são as classes C e D — são 150 reais mensais por mulher, ante 97 reais nas classes A e B, informa a revista Exame em matéria publicada no final de 2013.

Isso faz com que o Brasil deva ser o maior mercado de produtos para cabelos do mundo em 2015. De olho neste mercado, o grupo GP Investimentos – maior empresa latino-americana de private equity – adquiriu 70% da rede Beleza Natural por R$ 70 milhões, no ano passado e planeja chegar a um faturamento de R$ 1,2 bi em 2017.

Recentemente – como parte de seu projeto de expansão para o Brasil – a Rede especializada em cabelos afro inaugurou 3 unidades na cidade de São Paulo: Lapa, Tatuapé e Largo 13, chegando ao número de 20 unidades espalhadas pelos estados de SP, RJ, MG, ES e BA.

Estima-se que 70% dos brasileiros tenham fios de cabelo ondulados ou crespo.

Ainda não se fala no sistema de franquias para acelerar a expansão do Beleza Natural, porém esta possibilidade não está descartada.

Zica, sócia da Rede Beleza Natural

Zica, sócia da Rede Beleza Natural

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais informações em www.belezanatural.com.br

Publicado em Publicações | Com a tag , , , , , , | Comentários desativados em Brasil se tornará o maior mercado de produtos para cabelo do mundo.

OmniCommerce – A importância da convergência entre o comércio digital e o comércio físico

FacebookLinkedIn
Cássio Salinas - Especialista em omnichannel para LATAM da hybris, uma empresa do grupo SAP

Cássio Salinas – Especialista em omnichannel para LATAM da hybris, uma empresa do grupo SAP

Por Cássio Salinas
Especialista em omnichannel para LATAM da hybris, An SAP Company
 

Todos nós somos pessoas e consumidores com necessidades específicas. Em um certo dia eu quero ir a uma pizzaria, pedir um bom vinho e aproveitar o restaurante e o passeio com a minha família. Em outro dia, minha vontade, além de saborear uma pizza “quase quentinha”, é de ficar em casa assistindo um bom filme na TV.
Não importa onde e o que queremos, temos vontades distintas, mesmo que seja pelo mesmo produto. Mas com experiências que devem sobrepor aquilo que queremos. Os fornecedores devem estar preparados para atender os desejos, em diversos pontos de contato.

Outro aspecto bastante relevante é o que chamamos hoje de “nova jornada do cliente”. Com a Internet e acesso a redes sociais, cada vez mais as escolhas não são mais lineares. Um outro exemplo que ocorreu comigo foi a escolha de uma viagem para a Disney com a minha família. A minha esposa fez pesquisas nas Redes Sociais, conversou com diversos amigos, entrou em diversos sites que fornecem dicas e notas, fomos juntos em lojas físicas, consultamos até o celular enquanto ela estava no trânsito (eu estava dirigindo J). No final, fizemos o pacote via Internet, mas sem antes fazer uma jornada por diversos pontos de contato.

Os comércios digital e físico estão convergindo num ritmo incrível – motivados por clientes altamente motivados que exigem experiências que se adequem ao seu modo de consumir e comprar. Isto abre as portas para um novo imperativo conhecido como OmniCommerce, que favorece uma abordagem voltada ao cliente ao invés de processos específicos de canais.

O sucesso no comércio agora depende da visão em tempo real dos clientes, inventário e dados para construir um entendimento íntimo de seu comportamento comercial. Ao ser implantado corretamente, o modelo de negócios e plataforma OmniCommerce impulsiona a quantidade de pedidos, otimiza o valor da vida útil do cliente e viabiliza ganhos em termos de lealdade e intimidade com o cliente.

Em um período relativamente curto de tempo, o comércio viveu mudanças significativas e avanços desde as tradicionais estratégias de venda das décadas passadas. Ele passou de um formato big box (“ invista alto e venda barato”) que simplificou as cadeias de suprimento e as economias de escala para reduzir preços (enquanto expandiu simultaneamente as seleções), para modelos voltados para a internet sem um componente físico, porém com uma cadeia de suprimentos igualmente eficiente e focada em entrega personalizada de pedidos individuais.

Com o aumento da penetração da internet, as marcas tradicionais necessitaram investir em modelos multicanal  e nas combinações entre comércio físico e comércio digital, como comprar online com recebimento na loja. Porém, os negócios físicos e digitais necessitam agora ir além dos formatos multicanal e no uso de plataformas de tecnologias díspares. Para assegurar sua posição como um dos líderes do comércio do amanhã, as empresas têm que diferenciar suas ofertas comerciais ao implementar o modelo de negócios OmniCommerce, isto é, um comércio convergente.

Para a realidade de convergência de comércio, as empresas devem considerar alguns itens, como:

1)      Necessidade de criar uma experiência única para clientes
Ao fazer a transição de modelos de negócios focados em canais para um em que os clientes possam esperar uma experiência relevante, contextual e consistente por todos os canais, as empresas necessitam se organizar para oferecer consistência de marca e ter contexto nas ofertas, promoções, conteúdos e políticas, através de todos os pontos de contato dos clientes. Além disso, é de suma importância incorporar dispositivos móveis como essenciais para o envolvimento contínuo do cliente.

2)      Consistência de marca
Estabelecer uma mensagem de marca consistente está se tornando mais difícil na medida em que os clientes tem o poder de criticar as empresas fornecedoras através de diversos meios. Estes meios são as comunidades sociais, fóruns, avaliações e análises de produtos. Os clientes não vêem “canais” e sim as marcas. Portanto, uma marca deve se distinguir consistentemente sempre que um cliente se envolver com ela. As empresas devem investir fortemente e modificar modelos de negócio em resposta a esta mudança.

As marcas precisam ser consistentes por todos os elementos físicos delas próprias: sinalização na loja, etiquetas de prateleira, catálogos e disposição dos produtos; seus equivalentes digitais: conteúdo dos produtos, características visuais, preços e promoções nos próprios sites e locais de venda; e através da acessibilidade por smartphones, tablets, PCs e quiosques.

3)      Resposta em tempo-real
Os clientes agora exigem resposta imediata, querem receber ofertas quando bem entendem e esperam que as empresas sejam coerentes com suas preferências, não apenas com seu histórico de compras. Assim como as marcas querem uma única visão de seus clientes, os clientes também desejam ter uma visão única das marcas; incluindo produtos, preços, promoções (até mesmo comparações com concorrentes da empresa!), disponibilidade de inventário nos locais prediletos, seus próprios pedidos e suas preferências gravadas.

4)      Envolvimento contínuo do cliente com dispositivos móveis
De acordo com o Mobile Commerce Forecast, de 2012 até 2017, o crescimento exponencial do comércio celular tem transformado os hábitos de compra dos clientes. Ele também mostra que o varejo representará a categoria de mais rápido crescimento no comércio celular, gerando US$ 25 bilhões em 2017!

Os dipositivos móveis devem oferecer um ponto de contato para os clientes em movimento quando eles quiserem pesquisar, decidir e localizar produtos e serviços. Proporcionam e aceleram uma intensa competitividade; eles interligam a atividade online e offline do seu cliente a apenas a um clique de distância. Nada melhor para nós, consumidores, ter uma experiência de venda deve contínua. E para os fornecedores, muitas vezes os canais contínuos podem “salvar as vendas”.

Omnicommerce: The Multichannel Customer Experience

Omnicommerce: The Multichannel Customer Experience

Assim como há quatro elementos centrais para se criar uma melhor experiência convergente para os clientes, há quatro elementos-chave que podem auxiliar os negócios a amplificar seu crescimento e estabelecer um comércio diferenciado:

1)      Serviços
O comércio baseado em um alto nível de serviços personalizados (como SAC, informações, compras, etc) oferece às empresas um caminho para combater o comodismo de produtos resultante da transparência do comércio eletrônico e da proliferação de sites. As marcas podem montar pacotes de serviços para diferenciar produtos – garantias, instalações, assinaturas, pedidos automáticos de restituições, serviços de design, chat remoto, entre outros. Os serviços oferecidos podem ser a chave para uma venda.

Geralmente, os serviços oferecidos fazem parte de uma experiência completa do cliente, pois os clientes são apoiados por associados de vendas munidos de tecnologias e informações previamente utilizadas apenas em serviços de atendimento ao cliente – locais que estão se tornando centros de soluções robustos que podem operar tanto em modo assistido quanto em modo de auto-atendimento. De qualquer forma, os serviços podem se tornar os fatores decisivos para o cliente cada vez mais sem tempo. É o seu caso?

2)      Ciclo de vida
As empresas hoje têm muitos modelos para gerenciar o ciclo de vida dos produtos, da integração vertical total ao foco dedicado apenas na manufatura, atacado ou varejo. Porém, como os consumidores utilizam mídias sociais e outros meios emergentes de comunicação para se comunicarem com as marcas, e à medida que as marcas começam a colaborar  e se conectar diretamente com o consumidor final, as atividades comerciais estão indo do simples B2C (Business to Consumer) para o B2B (Business to Business). E também para o B2B2C de modo crescente.

É fácil detectar esta transição com marcas estabelecidas como a Amazon solicitando feedback e crowdsourcing para a produção de conteúdo digital. Grandes marcas, que vendiam seus produtos exclusivamente por meio de redes concessionárias e cujos sites foram focados em informações do produto, agora oferecem experiências altamente interativas voltadas para a marca que permitem que os consumidores comprem delas diretamente. Os mesmos sites agora também oferecem experiências como as do consumidor às suas redes concessionárias.
Os consumidores fornecem opiniões sobre o design do produto ou sobre seleções, os conteúdos são compartilhados através de sites, os usuários criam conteúdo e os donos de marcas em evidência têm cada vez mais conexões diretas com clientes finais.

3)      Comércio Localizado
O comércio localizado gira em torno de capturar clientes por todos os estágios do ciclo de vida da compra e de utilizar informações baseadas em dados para fornecer ofertas altamente personalizadas baseadas na posição geográfica definida pelo cliente ou em suas preferências declaradas. É a prática ideal para marcas interessadas em atingir um nível altamente integrado de maturidade OmniCommerce e pode ajudar negócios a lançar iniciativas de marketing direcionadas baseadas em um claro entendimento do comportamento do comprador. Quantas vezes estamos naquele trânsito terrível, usando o Waze, e de repente aparece uma mensagem “Está com fome? Que tal uma paradinha aqui até o trânsito passar?”. Pode até ser invasivo, mas é um belo exemplo de uso de localização. Particularmente, eu acho bem interessante.

4)      Comércio Global
Oportunidades para o crescimento da receita disponíveis ao sair do “mercado doméstico” são empolgantes para os produtores, marcas e varejistas. Os dias em que se pressupunha que uma marca internacional seria uma vencedora por padrão em um novo país se foram. Dada a intensidade das pressões de mercado e dos imperativos de crescimento, as empresas necessitam estar prontas com os ativos de comércio global consistentes e aptos para uma rápida expansão em qualquer país ou região.  O crescimento global está se tornando uma das formas mais rápidas para uma empresa capitalizar sobre novas fontes de receita, à medida que as empresas podem estabelecer uma presença comercial mesmo antes de uma presença física. No entanto, um efetivo gerenciamento de marca requer consistência global.

O futuro do comércio é a convergência dos canais, isto é, o OmniCommerce. A tecnologia é apenas uma peça do quebra-cabeça. A real maturidade do OmniCommerce pode ser alcançada apenas se as empresas demonstrarem um verdadeiro comprometimento com a experiência do cliente em cada aspecto do negócio. Para empresas comerciais, isso requer adaptação da estrutura organizacional para dar suporte e defender essa nova estratégia e priorizar a marca sobre os processos díspares e específicos de canais. Também significa adotar os sistemas que oferecem visibilidade de inventário, informação em tempo real e uma visão única do cliente, assim como adaptar tecnologias emergentes que respondam às diversas necessidades do cliente.

No final, as empresas tem que desejar embarcar numa evolução dos negócios onde o cliente é realmente a prioridade e a razão de ser do vendedor.

Cássio Salinas é especialista em omnichannel para LATAM da hybris, An SAP Company.
Contato: cassio.salinas@hybris.com
Publicado em Publicações | Com a tag , , , , , | Comentários desativados em OmniCommerce – A importância da convergência entre o comércio digital e o comércio físico

Operação brasileira da Rede de Fast Food Subway sobe uma posição no Ranking

FacebookLinkedIn
Hoje a marca SUBWAY® é a maior rede de sanduíches em formato 'submarino' do mundo, com mais de 37.000 instalações.

Hoje a marca SUBWAY® é a maior rede de sanduíches em formato ‘submarino’ do mundo, com mais de 37.000 instalações.

O primeiro restaurante Subway foi inaugurado em Connecticut (EUA), no ano de 1965, e logo após a abertura da primeira loja, foi definida a meta de crescimento da Rede, que era abrir mais 35 unidades em um período de 10 anos. Em 1974, eram 16 restaurantes em operação e o sistema de franquias foi lançado com o objetivo de atingir a meta traçada originalmente em 1965.
Recentemente, a Subway  do Brasil ultrapassou a operação Austráliana no ranking mundial de franquias da marca, fazendo com que a operação brasileira ocupe agora o quarto lugar. Atualmente a Rede Subway está presente em todos os Estados Brasileiros com mais de 1450 lojas.

Com este crescimento surpreendente, a operação brasileira fica atrás apenas dos Estados Unidos, que possui mais de 26.500 lojas, Canadá com 3 mil e Inglaterra com 1.600. No mundo, são mais de 37 mil restaurantes.

Mantendo este ritmo, a operação da Subway  no Brasil, deve fechar o ano de 2014 em terceiro lugar, ultrapassando a operação da terra da Rainha Elizabeth.

Contando com a ajuda do novo garoto propaganda – Pelé – a Rede deve inaugurar mais de 300 lojas em diversas cidades brasileiras neste ano de 2014.

 

 

Publicado em Publicações | Com a tag , , , , | Comentários desativados em Operação brasileira da Rede de Fast Food Subway sobe uma posição no Ranking

A Concessionária – Aeroporto Rio de Janeiro – vai operar o Aeroporto do Galeão

FacebookLinkedIn

A Concessionária Aeroporto Rio de Janeiro, ganhou a concessão para operar o Aeroporto do Galeão no Rio.

A Concessionária Aeroporto Rio de Janeiro, que ganhou a concessão para operar o Aeroporto do Galeão (Tom Jobim) é formada por Odebrecht, Changi Airports e Infraero. O Consórcio arrematou a concessão por R$ 19 bi.

Está previsto para amanhã (2/4) a assinatura dos contratos de concessão do governo federal com a nova operadora, em cerimônia que acontecerá no Aeroporto do Galeão.

Depois das formalidades contratuais, a Aeroporto Rio de Janeiro deverá entregar o Plano de Transferência Operacional à Anac em 50 dias. Depois disso, a operação será compartilhada com a Infraero por um período de 90 dias e só depois deste período a concessionária operará o Aeroporto do Galeão (Tom Jobim).

O Aeroporto de Confins, que também teve a concessão leiloada, tem a assinatura dos contratos agendada para o dia 4/4/2014.

São dois grandes Aeroportos Brasileiros, que são o segundo e o sexto maior Aeroporto em movimento de passageiros. Recentemente, o Aeroporto de Confins foi ultrapassado pelo Aeroporto de Viracopos, que ocupa a quinta posição. A expectativa é bastante grande para as mudanças que devem ocorrer no varejo destes dois Aeroportos, trazendo melhoras significativas para os passageiros, no que diz respeito a oferta de produtos.

 

Publicado em Publicações | Com a tag , , , , , | Comentários desativados em A Concessionária – Aeroporto Rio de Janeiro – vai operar o Aeroporto do Galeão

Batata Frita Grátis

FacebookLinkedIn

O Burger King vai dar Batata Frita ‘’de graça’’ para seus clientes (e não clientes), dias 9 e 10/4/2014.

O Burger King vai dar Batata Frita ‘’de graça’’ nos dias 9 e 10/4/2014.

O Burger King vai dar Batata Frita ‘’de graça’’ nos dias 9 e 10/4/2014.

Para ganhar uma porção de Batata Frita Pequena é preciso preencher o formulário no site http://www.bigotata.com.br/ e imprimir o voucher.

Cada pessoas cadastrada pode ganhar até 2 batatas grátis.

O Burger King mudou a batata frita vendida no Brasil e promete que a nova batata será maior e mais crocante.

Publicado em Publicações | Com a tag , , , , , , , , , , , | Comentários desativados em Batata Frita Grátis

O Novo Terminal de passageiros do Aeroporto de Viracopos será Inaugurado em Maio de 2014

FacebookLinkedIn

O Novo Terminal de passageiros do Aeroporto de Viracopos deve ser Inaugurado em Maio próximo.

O novo terminal terá mais de 10 mil m² de ABL (Área Bruta Locável) e mais de 65 pontos comerciais.

O novo terminal terá mais de 10 mil m² de ABL (Área Bruta Locável) e mais de 65 pontos comerciais.

O novo terminal terá mais de 10 mil m² de ABL (Área Bruta Locável) e mais de 65 pontos comerciais. A Brasil Viracopos já comercializou quase todos os espaços disponíveis para varejo de produtos, serviços e alimentação, porém ainda restam alguns pontos.

 

No primeiro bimestre de 2014, o Aeroporto de Viracopos (VCP) transportou 1.650.994 passageiros, quebrando seu recorde e crescendo mais de 7,5% em ralação ao primeiro bimestre de 2013.

Foram realizados 22.031 de pousos e decolagens em janeiro e fevereiro deste ano contra 19.764 movimentos no mesmo período de 2013.

Para o ano de 2014, são esperados mais de 12 milhões de passageiros embarcados e desembarcados em Viracopos, sem contar o número de acompanhantes, que deve fazer com que a circulação de pessoas no Novo terminal ultrapasse os 30 milhões em 2014.

Foto de 26/3/2014 - Novo terminal

Foto de 26/3/2014 – Novo terminal

 

Publicado em Publicações | Com a tag , , , , , , , , , , | Comentários desativados em O Novo Terminal de passageiros do Aeroporto de Viracopos será Inaugurado em Maio de 2014

Uniqlo vai abrir novas lojas fora da Ásia. E no Brasil?

FacebookLinkedIn

Com mais de 1.300 lojas espalhadas pela Ásia, França, Inglaterra e Estados Unidos, a Uniqlo só fica atrás da Zara, H&M e GAP.

Loja Uniqlo de Nova York, na esquina da 5th com a 53rd.

Loja Uniqlo de Nova York, na esquina da 5th com a 53rd.

Desde a chegada da H & M, o mercado de varejo canadense passou a ser alvo de Redes Globais como: Forever 21, Aeropostale e Abercrombie & Fitch. Nos últimos 3 anos, marcas como: J Crew, Victoria Secret e Target, também desembarcaram no Canadá. 

Agora é a vez desta Gigante de moda japonesa  abrir lojas no Canadá a partir de 2016. Mesmo com o Canadá tendo se tornado um mercado cada vez mais competitivo no setor imobiliário para varejo (Retail Real Estate). Ainda assim, existem boas oportunidades para novos players desembarcarem no País Norte Americano e se instalarem em regiões com boa visibilidade e fluxo de pessoas, sem pagar aluguel a preços abusivos. 

Agora, esta Gigante de moda japonesa está em negociações para abrir lojas no Canadá, a partir de 2016, mesmo com o Canadá tendo se tornado  um mercado cada vez mais competitivo no setor imobiliário para varejo (Retail Real Estate). Ainda assim, existem boas oportunidades para novos players desembarcarem no País Norte Americano e se instalarem em regiões com boa visibilidade e fluxo de pessoas, sem pagar aluguel a preços abusivos. 

A chegada da Uniqlo ao Canadá foi antecipada devido ao grande sucesso da marca, que chegou aos Estados Unidos em 2011.  A marca tem a ousada intensão de ser a maior Rede de Fast Fashion do mundo até o final desta década.

Conhecida por seus suéteres de cashmere que custam $ 79 dólares e  camisetas de $ 12 , a Uniqlo tem aperfeiçoado cada vez mais a oferta de produtos e caiu no gosto da comunidade fast-fashion Norte Americana.

Depois das informações que circularam em 2011, dando conta de que a Uniqlo abriria uma loja na Av Paulista em São Paulo, nada mais foi dito sobre os planos da marca para o Brasil e não há uma confirmação oficial sobre sua chegada ao Brasil.

Loja Uniqlo na cidade de Pequim

Loja Uniqlo na cidade de Pequim

 

Fonte: http://www.torontolife.com/
Publicado em Publicações | Com a tag , , , , , , , , , , , , | Comentários desativados em Uniqlo vai abrir novas lojas fora da Ásia. E no Brasil?

Dunkin’ Donuts volta ao Brasil

FacebookLinkedIn
Novidades no novo cardápio do Brasil

Novidades no novo cardápio do Brasil

Uma parceria com o Grupo OLH (empresa que atua há 10 anos no ramo de restaurantes e foi responsável pela entrada da Rede Subway em Brasília, no ano de 2004) vai trazer de volta ao Brasil a marca Dunkin Donuts.  A OLH – master franqueado da Dunkin para o Centro-Oeste – vai abrir unidades no DF e no Estado de Goiás. A primeira cidade a receber uma loja ainda neste ano de 2014, será Brasilia. Rio de Janeiro e São Paulo também devem receber lojas da marca em breve.

A empresa planeja abrir ao menos uma loja por mês na região, nos primeiros 5 anos de operação.

Outra novidade é o cardápio com produtos light, com menos açúcar, sódio e gorduras saturadas, além de oferecer café da manhã.

Novidade no cardápio - Café da Manhã com novos sanduíches.

Novidade no cardápio – Café da Manhã com novos sanduíches.

O Dunkin Donuts, que possui 18 mil lojas em 33 países (sendo 3.100 fora dos Estados Unidos)  faturou US$ 9,3 bilhões no ano passado. Na América Latina, a marca possui mais de  300 restaurantes, sendo aproximadamente 200 no Chile, além de Colômbia, Panamá, Peru, Bahamas, Porto Rico, Equador, Guatemala e Honduras.

Fonte: Jornal de Brasília

 

Publicado em Publicações | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , | Comentários desativados em Dunkin’ Donuts volta ao Brasil

Franquias com baixo investimento

FacebookLinkedIn
Investimento de aproximadamente R$ 70 mil.

Investimento de aproximadamente R$ 70 mil.

A Anjo Móveis foi fundada em 1990, na cidade de Capitão Leonidas Marques no interior do Paraná.

Em 2001 foi incorporada a empresa mais 2 braços de negócios: a Anjos Colchões e a D`Angelis Mega Store  formando o Grupo Anjos do Brasil, uma empresa 100% Nacional que hoje conta com um complexo fabril de mais de  23.000 m² de área construída, onde são desenvolvidos e produzidos produtos com a mais alta tecnologia atendendo aos padrões e normas internacionais de qualidade e segurança.

Em 2007 foi criada a Anjos Colchões Franchising, iniciando o projeto de franquias com a abertura de lojas de colchões. Atualmente a rede possui 5 lojas próprias e 40 franqueadas, nos estados do Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Alagoas e Rio Grande do Norte.

Os produtos são distribuídos em todo o Brasil, através de frota própria com mais de 100 caminhões.

Atividade: Móveis e Decorações / Artigos para o Lar
Fundação: 1969
Início da Franquia: 2009
Unidades: 5 (próprias) / 40(franqueadas)
Faturamento Médio: R$ 60 mil
Investimento *: R$ 70 mil
Taxa de Franquia: R$ 20 mil
Royalties: 5% sobre compras
Fundo de Publicidade: 2% sobre compras
Lucratividade esperada: 18%
Área para instalação da loja: a partir de 100 m2
Retorno do Investimento (média): 18 meses

Suporte ao franqueado: escolha do ponto comercial, projeto arquitetônico, manuais de operação, gestão e estratégia de marketing, MIX de produtos e implantação da loja, treinamento para que os franqueados sejam consultores de colchões.

*Valores não incluem ponto comercial e podem variar de acordo com o tamanho do mesmo.

 

Fonte: site Anjos colchões e www.expandefranquias.com.br

Publicado em Publicações | Com a tag , , , , , , , , , | Comentários desativados em Franquias com baixo investimento

Um exemplo do que é oferecido nos Estados Unidos, no sistema de franquias.

FacebookLinkedIn

Para quem quer conhecer um pouco mais sobre o Segmento de Franquias nos Estados Unidos (em Inglês).

As informações valem também para comparar os investimentos exigidos lá fora em relação ao Brasil.

Chester's InternationalChester’s International
Minimum Cash : $50,000
Financing: Yes.
Training & Support: Yes.
Sharkey's Cuts for KidsSharkey’s Cuts for Kids
Minimum Cash : $89,995
Financing: Yes.
Training & Support: Yes.
EDGE BOARDSHOP
EDGE BOARDSHOP
Minimum Cash : $40,000
Training & Support: Yes.
Expedia CruiseShipCentersExpedia Cruise Ship Centers
Minimum Cash : $50,000
Financing: Yes.
Training & Support: Yes.
Frozen Yogurt Store Developers
Frozen Yogurt Store DevelopersMinimum Cash : $70,000
Financing: Yes.
Training & Support: Yes.
California TortillaCalifornia Tortilla
Minimum Cash : $250,000
Financing: Yes.
Training & Support: Yes.
Class 101
Class 101
Minimum Cash : $30,000
Financing: Yes.
Training & Support: Yes.
@WORK Group@WORK Group
Minimum Cash : $50,000
Financing: Yes.
Training & Support: Yes.
Publicado em Publicações | Com a tag , , , , , , , , , , | Comentários desativados em Um exemplo do que é oferecido nos Estados Unidos, no sistema de franquias.

Decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça), pode ajudar as franqueadoras a garantir que os franqueados mantenham o padrão de imagem da marca e cardápio atualizados.

FacebookLinkedIn

DECISÃO do STJ

Titular do registro pode exigir que licenciado acompanhe mudança nos padrões da marca

O proprietário da marca tem o direito de exigir do licenciado os ajustes necessários para a manutenção dos padrões adotados. A decisão é da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao julgar recurso sobre um caso em que o licenciado se recusava a se adequar aos padrões exigidos pelo dono da marca.

A Turma considerou que a marca é mais que mera denominação, pois traz em si um conceito identificado com desempenho e eficiência, facilita o reconhecimento e a captação de clientes e diminui o risco para a clientela, mediante a padronização de produtos, serviços e atendimento.

O recurso foi interposto pela empresa Quick Food Lanches e Refeições Ltda., impedida de continuar a explorar a marca Dona Lenha. Ela obteve autorização de exploração em 2001 e, em 2005, foi convidada a adotar as mudanças sugeridas pela rede, com as quais não concordou.

Sem condições

Em primeira instância, a Justiça entendeu que a não adequação aos padrões da marca poderia resultar em alguma sanção, mas não na inibição do uso do nome. O Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF) reformou essa decisão, ao entendimento de que caberia à ré manter os padrões da marca.

No recurso ao STJ, a Quick Food sustentou que as condições de uso da marca, para produzirem efeitos limitadores ao licenciado, deveriam constar do contrato, o que não ocorreu no caso.

O TJDF reconheceu que não foi imposta nenhuma condição ou limitação temporal para o uso da marca. O licenciamento de uso, entretanto, previsto pelo artigo 139 da Lei 9.279/96, autoriza o titular do registro a exercer controle sobre as especificações, natureza e qualidade dos produtos e serviços.

Segundo o relator no STJ, ministro João Otávio de Noronha, com a licença de uso, o licenciado se compromete, de acordo com a lei, com a integridade e a reputação da marca, obrigando-se a zelar por ela. No caso, o layout da loja estava diferente do sugerido pelo titular, bem como o cardápio e a logomarca.

Irrelevante

Noronha considerou irrelevante o fato de não haver condições limitadoras na autorização de uso, porque “é da essência da própria marca que o uso por terceiros deve respeitar-lhe as características”.

“Por óbvio, se a recorrida, titular do registro, optou por adotar novo conceito para a marca, é porque queria superar aquele então adotado”, disse o ministro. “Nessa medida, a manutenção do padrão antigo pelo recorrente prejudica a nova identificação proposta”, acrescentou.

Para o relator, o licenciado deve respeitar as novas características, pois a inobservância dos traços distintivos desvirtua a existência da marca.

Fonte: Coordenadoria de Editoria e Imprensa do STJ – http://www.stj.jus.br/

Publicado em Publicações | Com a tag , , , , , , , , , , , | Comentários desativados em Decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça), pode ajudar as franqueadoras a garantir que os franqueados mantenham o padrão de imagem da marca e cardápio atualizados.